Páginas

domingo, 18 de abril de 2010

A Poesia de Arnaldo Antunes


mais que lento: parado
mais que parado: morto
mais que morto: não nascido
mais que isso: inascível
mais ainda: inconcebível
(o máximo)
nem sequer sonhável



(Arnaldo Antunes, 2 ou + corpos no mesmo espaço. São Paulo: perspectiva, 1998, p. 81)

3 comentários:

Eurico disse...

Poeta, que bom ver o Spiritus de volta!

Abraçamigo!

DiAfonso disse...

Estou tentando pô-lo nos eixos... rsrsr

Abração, Cumpadi!

Menina Moça disse...

Olá. Estava passeando pelo planeta dos blog’s, quando encontrei o seu. Vou seguir. E deixar o convite para seguir o meu http://belaepura.blogspot.com/, criei recentemente. Abraços.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...